VINHOS

Ordenar por:  
Deu Lá Deu Verde Alvarinho 2015
Deu Lá Deu Alvarinho Verde 2017 (Monção)
Castas: 100% alvarinho

Vinificação

Selecção das uvas. Obtenção do mosto do 1º e 2º apertos. Decantação (24 horas a 14º C). Fermentação controlada entre 18º C e 20º C. Realização do lote. Filtração de desbaste. Armazenamento. Estabilização pelo método de contacto. Filtração por terras. Filtração final por membranas. Engarrafamento.

Notas de Prova

Aspecto: Brilhante.

Cor: Citrina.

Aroma: Carácter frutado, com predominância de frutos de prunóideas (pêssego, alperce), com algumas nuances a frutos tropicais (ananás, maracujá) e algum carácter floral (flor de laranjeira).

Paladar: Bastante persistência, seco. Confirma, por via retro-nasal, o aroma frutado dominante, sendo notório um certo equilíbrio.

Serviço & Gastronomia

Deve ser aberto vinte a trinta minutos antes de beber e servido a 12º C, refrigerado de preferência em "frappé", à mesa. Excelente aperitivo e acompanhante de marisco, pratos de peixe e carnes brancas.

Conservação

Bom comportamento em garrafa, podendo permanecer cinco a seis anos evoluindo para aromas de frutos secos e melados resultantes do seu envelhecimento. Contém sulfitos.

Teor alcoólico: 13%

5.99€  IVA incluído
Dez Tostões Tinto 2014
Dez Tostões Tinto 2016
Tipo de Solo: Muito pobres de origem xistosa ou granítica.

Clima: Mediterrâneo, com dias quentes e secos e noites frias.

Viticultor: Philip Mollet

Castas: Aragonês (30%) | Alicante Bouschet (30%) | Touriga Nacional (30%) | Syrah (10%)

Enólogo: António Maçanita

Vinificação

Vindima manual muito selectiva, em caixas de 20 kg. Vinificação atípica para o Alentejo. Fermentações alcoólicas e maloláticas naturais e espontâneas; “Cuivason” de mais de 20 dias; Estágio de 6 meses em carvalho francês e americano.

Notas de Prova

Cor: Ruby concentrado.

Aroma: Intenso quente com notas de frutos pretos do bosque e especiarias.

Paladar: Ataque cheio quente, carregado de aroma, com taninos.

Temperatura de Serviço: Conservar a 16ºC, servir a 18ºC.

Teor Alcoólico: 15%

10.29€  IVA incluído
João Pires Branco 2016
João Pires Branco 2017
País de Origem: Portugal

Região: Península de Setúbal

Tipo de vinho: Branco

Produtor: José Maria da Fonseca

Castas: 100% Moscatel

Notas de Prova: João Pires, um vinho superior, produzido exclusivamente com a casta Moscatel. Distingue-se pelo seu perfume único, marcado por notas florais intensas, e pelo seu paladar fresco e equilibrado.

Gastronomia: A elegância deste vinho é ideal para acompanhar pratos leves, ou servido como aperitivo.

Teor Alcoólico: 12%

3.89€  IVA incluído
Crasto Superior Syrah Tinto 2014
Crasto Superior Syrah Tinto 2014
Denominação de Origem: Douro Superior

Sistematização: Vinha ao Alto

Solo: Xisto

Idade das Vinhas: 11 anos

Castas: 97% Syrah | 3% Viogner

Enólogo: Manuel Lobo

Vinificação

As uvas, provenientes das nossas plantações experimentais de 2004 da casta Syrah no – Douro Superior da nossa Quinta da Cabreira, foram transportadas em caixas de plástico alimentar e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega. Após um desengace total e um ligeiro esmagamento o mosto foi transferido para cubas de inox, onde foram sujeitas a um pré – maceração fermentativa durante 5 dias em baixas temperaturas. De seguida desenrolou-se a fermentação alcoólica por um período de 7 dias, seguida de uma prensagem muito suave, e fermentação maláctica em barrica de carvalho francês.

Estágio: Em barricas de carvalho francês durante 16 meses.

Notas de Prova

Cor: Violeta escuro.

Aroma: Excelente sintonia de aromas, onde se destacam frescos frutos silvestres, em perfeita harmonia com elegantes notas de chocolate Muito preciso fresco e persistente.

Paladar: Início envolvente, evoluído para um vinho de excelente volume e estrutura composto por taninos frescos e de textura fina. Tudo muito bem integrado com agradáveis notas de frutos silvestres e suaves sensações mentoladas que lhe conferem uma agradável frescura. Termina em perfeito equilíbrio e com excelente persistência.

Teor Alcoólico: 14,5%

19.99€  IVA incluído
Crasto Branco 2016
Crasto Branco 2017
Denominação de Origem: Douro

Sistematização: Patamares; Vinha ao alto

Solo: Granítico

Idade das Vinhas: Mais de 20 anos

Castas: Gouveio | Viosinho | Rabigato

Enólogo: Manuel Lobo

Vinificação

As uvas, provenientes de talhões previamente seleccionados, foram transportadas em caixas de plástico alimentar de 22 kg e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega. Foram posteriormente desengaçadas e prensadas. O mosto prensado foi transferido para cubas de inox onde se manteve a uma temperatura de 8ºC durante 48 horas até à sua decantação. Seguidamente decorreu a fermentação alcoólica em cuba de inox com temperaturas controladas de 14º C durante um período de 30 dias.

Estágio: Em cubas de aço inox.

Notas de Prova

Cor: Citrino.

Aroma: Excelente intensidade aromática, onde se destacam frescas notas de lima e, toranja, muito bem envolvidas em elegantes aromas de flor de laranjeira, e vibrante mineralidade.

Paladar: Início cativante, evoluindo para um vinho com excelente volume, acidez e estrutura, tudo em perfeito equilíbrio com notas de grande frescura e mineralidade. Um vinho sedutor que termina vibrante, fresco e persistente.

Teor Alcoólico: 13%

8.99€  IVA incluído
Crasto Tinto 2014
Crasto Tinto 2016
Denominação de Origem: Douro

Sistematização: Patamares; Vinha ao alto

Solo: Xisto

Exposição: Nascente-Sul

Idade das Vinhas: Mais de 20 anos

Castas: Tinta Roriz | Touriga Franca | Touriga Nacional | Tinta Barroca

Enólogo: Manuel Lobo

Vinificação

As uvas, provenientes de talhões previamente selecionados, foram transportadas em caixas de plástico alimentar de 22 kg e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega, antes de serem desengaçadas e esmagadas e transferidas para cubas de fermentação em aço inox, onde fermentaram com temperatura controlada durante um período de 5 a 7 dias.

Estágio: 95% em cubas de aço inox | 5% em barrica de carvalho francês

Notas de Prova

Cor: Violeta intenso.

Nariz: Excelente intensidade aromática, onde se destacam frescos aromas de frutos silvestres do Douro, em perfeita sintonia com elegantes notas florais.

Boca: Início elegante, evoluindo para um vinho de bom volume, com taninos elegantes e textura fina. Muito rico em notas de frutos silvestres frescas que consolidam um conjunto harmonioso, de boa persistência e excelente equilíbrio.

Teor Alcoólico: 13%

8.99€  IVA incluído
Monte da Peceguina Tinto 2014 (1,5l)
Monte da Peceguina Tinto 2015 (1,5L) (H.M.N.)
País: Portugal

Região: Alentejo

Produtor: Herdade da Malhadinha Nova

Notas de Prova

O Monte da Peceguina Tinto apresenta uma cor grená muito viva com laivos violáceos. Nariz marcadamente frutado e floral em que sobressai em notas de fruta vermelha fresca e alguma fruta preta envolvidas pela notas tostadas e especiadas da barrica. Cheio na boca, redondo e sumarento com taninos bem maduros e polidos. Final longo.

Teor Alcoólico: 14,5%

27.99€  IVA incluído
Monte da Peceguina Tinto 2016 (H.M.N.)
Monte da Peceguina Tinto 2016 (H.M.N.)
Região: Alentejo/Albernôa

Denominação de Origem: Vinho Regional Alentejano

Castas: Aragonez | Alicante Bouschet | Touriga Nacional | Syrah | Cabernet Sauvignon

Enólogo: Nuno Gonzalez

Notas de Prova

Cor: Este vinho apresenta uma cor brilhante com reflexos púrpura e vermelho.

Aroma: No nariz, o aroma emerge notas vivas e refrescantes de frutas, ameixas e fuit maduro vermelho são facilmente identificáveis.

Paladar: Na boca, o vinho é muito suave e fresco, com taninos sedosos, equilibrado com uma boa estrutura. O final é longo e persistente.

Teor alcoólico: 14,5%

10.19€  IVA incluído
Por página      1 - 8 de 165